Rua Joaquim Agostinho Fernandes, Portimão
+351 964 484 066
Como Será o Futuro do Trabalho

O teletrabalho, Anywhere Office, Trabalho Hibrido são  opções de trabalho que já algumas empresas já tinham adotado, contúdo, com o aparecimento da pandemia, grande parte das empresas teve que mudar a sua forma de trabalho e optar pelas opções acima.

Mas será que estas mudanças de métodos de trabalho vieram para ficar? No artigo de hoje vamos falar, segundo outros artigos e estatísticas, como está previsto ser o futuro dos trabalhos.

Houve muitos debates sobre a produtividade para empresas que optaram por colocar os seus empregados em teletrabalho, será verdade que a produtividade é pouca? Segundo uma pesquisa da Mercer, mais de 90% mantiveram a produtividade igual ou acima daquela registada quando estavam no escritório.

Por que estes resultados foram alcançados? Primeiro, porque quem mantém o conceito anywhere officec  (conceito em que consiste em trabalhar em vários locais, por exemplo, em casa mas também dá liberdade para a pessoa poder quando necessário, utilizar o escritório ou optar por um espaço cowork) tem mais chance de executar atividades de lazer, como exercícios físicos e manutenção de uma alimentação saudável.

Em segundo lugar, porque se perde menos tempo com deslocamentos e outros problemas comuns de quem precisa ir para o escritório todos os dias. Assim, contribui para a qualidade de vida e o bem-estar geral do empregado. Como consequência, ele produz mais e com mais qualidade.

Mas há mais razões!

Bem-estar:
A saúde mental tem vindo a ser muito falada desde do começo da pandemia Muitos alegam que ficar só em casa traz prejuízos à qualidade de vida. De facto, o ser Humano precisa de interação.

Ainda assim, é possível combinar o trabalho remoto com estes fatores. Um exemplo são os escritórios flexíveis. Eles são caracterizados pelo compartilhamento de espaços (Coworks), o que gera a redução de custos e a dinamicidade dos processos.

O conceito já é utilizado em vários países. Além disso, o relatório Your Space, da Knight Frank, indica que:

  • 69% das companhias globais querem aumentar o uso de espaços compartilhados;
  • 80% pretendem crescer o uso de ambientes colaborativos nos próximos anos;
  • 16% acreditam que o escritório flexível ocuparia metade da área de trabalho;
  • 55% veem a flexibilidade como fator de mudança. Ainda há 11% que falam da importância da dinâmica colaborativa;
  • 75% creem que a produtividade pessoal melhora nesse modelo por estar mais relacionada ao bem-estar e à felicidade.

(Um dos serviços do HUB Ativo é o nosso espaço cowork. Mas também temos escritórios privados e salas e reuniões para garantir um espaço e serviços para empresas que queiram optar por uma mudança no seu método de trabalho.)

Assim, o trabalho é realizado e ainda garante a interação entre os profissionais. Isso também tende a diminuir os sintomas de ansiedade e depressão, que afetaram 47,3% dos trabalhadores de serviços essenciais e 27,4%.

Maior equilíbrio entre trabalho e vida:
Apesar de milhares de trabalhadores já  teremoptarem pelo teletrabalho, muita gente ainda foi apanhado de surpresa com o isolamento social. Ter que se acostumar à nova rotina e lidar com as distrações no ambiente familiar foi um verdadeiro desafio para muitas pessoas.

No entanto, o equilíbrio entre trabalho e vida agradou muita gente. Nos EUA, por exemplo, foram economizadas cerca de 62,4 milhões de horas de trabalho/dia. O período foi utilizado para ficar com os filhos e fazer serviços de casa e exercícios físicos.

Com essa nova experiência, quem sempre tinha trabalhado em escritórios tradicionais repensou a sua posição. Reforçando a ideia de que já várias empresas ou empregados querem trabalhar num modelo de trabalho híbrido.

Esta é a oportunidade de gastar menos tempo no trânsito e, ao mesmo tempo, garantir a qualidade de vida. Basicamente, é o melhor de dois mundos, já que a flexibilidade é o que manda com esta estratégia.

Crescimento da diversidade, da equidade e da inclusão:
O último ponto que mostra que o trabalho pode mudar para melhor no futuro refere-se a esses três aspectos: diversidade, equidade e inclusão. Este cenário é derivado da nova demanda das mulheres.

Antes, as mulheres estavam acostumadas a ficar no escritório. A partir de 2020 com a vinda do isolamento, tiveram a oportunidade de começar a ver os seus filhos a crescer. Com isso, a McKinsey acredita que cerca de 2 milhões de mulheres deixarão o mercado de trabalho devido às mudanças da pandemia.

Diante este cenário, a Glassdoor acredita que haverá mais conscientização das empresas. As ofertas focadas na diversidade, equidade e inclusão estão a aumentar e devem crescer ainda mais, mudando o mercado de trabalho.

O movimento Black Lives Matter também contribui para este contexto. Da mesma forma, os espaços coworkings levam a este resultado. Neste ambiente, diversos profissionais encontram-se e trocam experiências. Por isso, torna-se mais fácil surgirem ideias interessantes, que poderão se tornar uma vantagem competitiva para o negócio.

Todos estes caminhos que mostram que o trabalho pode mudar para melhor são aplicáveis na sua empresa. Com o trabalho flexível e as possibilidades fornecidas pelo nosso espaço coworking, a dinâmica implementada pode ser a melhor para o sucesso da sua empresa e da vida pessoal e profissional dos colaboradores. Venha conheçer o HUB Ativo e fique a conhecer os nossos serviços e saber como pode melhorar as suas estatísticas.

Preferências de privacidade
Quando você visita nosso site, ele pode armazenar informações através do navegador de serviços específicos, geralmente na forma de cookies. Aqui você pode alterar suas preferências de privacidade. Observe que o bloqueio de alguns tipos de cookies pode afetar sua experiência em nosso site e nos serviços que oferecemos.